Grupos de Pesquisa e Parcerias

Aqui listamos outros projetos parceiros do FARMi e também vários grupos de pesquisa que realizam pesquisa semelhante e que complementam ou estendem as pesquisas que desenvolvemos tanto no âmbito dos dados abertos quanto na análise de mídias sociais e outras repercussões midiáticas sobre a atuação política, legislativa e judiciária no Brasil.

Parcerias

LarHUD - Laboratório de Humanidades Digitais: iniciativa da Coordenação de Ensino e Pesquisa (COEPE) do IBICT em parceria com a Escola de Comunicação (ECO) Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com o objetivo de incentivar a produção científica e tecnológica no vasto campo das Humanidades intermediada pelas plataformas, ferramentas e registros digitais.

Escritos: Estudos Críticos em Informação, Tecnologia e Organização Social: grupo de pesquisa do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) que tem como objetivo produzir diagnósticos críticos sobre as características dos diferentes regimes de informação existentes, incluindo o regime global de informação que vigora nas redes digitais e aprofundar os estudos teóricos e aportes práticos no tema da competência em informação, com destaque para as contribuições filosóficas, sociológicas e pedagógicas presentes na perspectiva da competência crítica em informação.

ObjETHOS - Observatório da Ética Jornalística - desenvolve investigações sobre ética jornalística, crítica de mídia, identidade profissional, tecnologias associadas ao jornalismo, novos modelos de negócio e de produção jornalística, mídia independente, e novas configurações do ecossistema informativo. É realizado pelo Departamento de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) da Universidade Federal de Santa Catarina.

Outros Grupos e Centros de Pesquisa

DAPP - A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV é um centro de pesquisa social aplicada com a missão de promover a inovação para políticas públicas.

IDDC - Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação. Tem como objetivo avançar e aprofundar a discussão sobre a democracia brasileira, tendo em vista sua organização, os hábitos democráticos da população e a organização da mídia no país. O Instituto faz parte do Programa de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) e é formado por grupos de pesquisas de quatro instituições principais: UFMG, IESP/UERJ, Unicamp e UnB e por pesquisadores da USP, UFPR, UFPE, UNAMA, IPEA e, internacionalmente, do CES/UC e da UBA. Seus membros são pesquisadores de renome nacional e internacional, especialistas nas áreas de opinião pública, democracia, justiça e cidadania.

LABIC: O Laboratório de estudos sobre Imagem e Cibercultura é uma iniciativa do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal do Espírito Santo. O laboratório tem como missão a realização experimental de produtos digitais e a promoção de pesquisas e atividades de extensão relacionados ao impacto da cultura digital nos processos e práticas de comunicação contemporânea.

LabHacker: estimula o desenvolvimento de ações e ferramentas que ampliem a participação social no processo legislativo. Formado em sua grande parte por servidores da Câmara dos Deputados, o grupo conta também com a presença de ativistas e pesquisadores da área.  É gestor do Portal e-Democracia da Câmara dos Deputados, que apresenta diversos modelos de participação, como interação em audiências, edição colaborativa de projetos de lei e debates temáticos. O e-Democracia também pode ser utilizado por outros órgãos e entidades.

LAMIDE - Mídia, Democracia e Instituições Políticas: analisa como práticas comunicativas, como jornalismo e a propaganda política, se realizam em diferentes plataformas (rádio, televisão, internet) e o modos como elas relacionam entre si e com outras instituições políticas da política brasileira, como partidos políticos, Estado, movimentos sociais etc.

LEMEP - Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública: sediado no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Tem como objetivos o estudo da interação mídia/eleições ferramentas que permitam um entendimento mais complexo e abrangente da cobertura de imprensa por meio da análise quantitativa de conteúdo, feita com ferramentas computacionais e também estudar outros contextos e momentos de politização da mídia fora dos períodos eleitorais, tais como a cobertura de assuntos como movimentos sociais, problemas urbanos, partidos e personagens políticos e também valores.

MILOBS - Observatório sobre Média, Informação e Literacia que acompanha, monitoriza e divulga o que se faz no domínio da Educação sobre Mídia, em Portugal e no estrangeiro, ao mesmo tempo que promove a Literacia Mediática junto dos diferentes setores da sociedade. O projeto teve início em 2012, com um Protocolo de Colaboração celebrado entre o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, da Universidade do Minho, e o então Gabinete para os Meios de Comunicação Social.

NECON - O Núcleo de Estudos sobre o Congresso é um laboratório de pesquisas vinculado ao IESP-UERJ dedicado à investigação de diversas questões ligadas ao Congresso Nacional e Assembleias Legislativas, construindo índices e taxas de coesão e disciplina, informações sobre trajetória política dos parlamentares, tramitação de políticas públicas e problemas de organização interna.